Dermatologia Cirúrgica

Design sem nome (2).png

O que é Cirurgia Dermatológica?

A Cirurgia Dermatológica é a área da Dermatologia especializada em procedimentos diagnósticos, cirúrgicos, estéticos e oncológicos realizados na pele ou no tecido celular subcutâneo, que têm por objetivo prevenir, restaurar e manter a saúde de sua pele, cabelo ou unhas.

Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia

O que um cirurgião dermatológico faz?

Os cirurgiões dermatológicos atuam em diversos segmentos, entre os quais:

  • Diagnóstico e tratamento de diversas doenças da pele, cabelo, unhas e mucosas.

  • Diagnóstico, tratamento e prevenção de tumores benignos e do câncer de pele.

  • Prevenção e tratamento do envelhecimento cutâneo.

  • Tratamento de cicatrizes.

  • Tratamentos corporais: flacidez, gordura localizada, excesso de pelos, estrias e celulite.

Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia

Biópsia de pele com punch

Procedimento realizado em consultório com anestesia local com um pequeno instrumento chamado punch que coleta uma amostra de pele para exame anatomopatológico.

Remoção de lesões benignas

Lesões de pele como queratose seborreicas, acrocórdons, fibroma mole e verrugas podem ser removidas com criocirurgia, laser cirúrgico, curetagem ou shaving. Não é necessário dar pontos na pele.

Remoção de nevos

Os nevos ou pintas são removidos quando são suspeitos ( apresentam assimetria, bordas irregulares, múltiplas cores, diâmetro > 6mm e mudança ao logo do tempo). A remoção é feita em consultório com anestesia local e é necessário uma margem de 1 a 2mm ao redor da lesão para que toda lesão seja analisada no exame anatomopatológico. É necessário dar pontos na pele.

Remoção de lipomas e cistos epidérmicos

Os lipomas e cistos são formações nodulares localizadas abaixo da pele, em geral são vistos como elevações arredondadas. Para retirar a lesão é necessário o corte da pele e remoção de toda cápsula que forma a lesão. O material retirado é enviado para exame anatomopatológico. É necessário dar pontos na pele.

Remoção de tumores cutâneos

Os tumores de pele crescem em incidência, os mais frequentes são o carcinoma basocelular ( 70%), carcinoma espinocelular (25%), melanoma (4%) e outros tumores (1%). Podemos fazer a remoção no consultório de alguns tumores bem delimitados, pequenos  e em locais de baixo risco. As cirurgias são realizadas com anestesia local e não há necessidade de jejum para realização do procedimento. Todo tumor é enviado para exame anatomopatológico para avaliar se as margens estão livres de comprometimento neoplásico.

Realizamos em ambiente hospitalar as cirurgias para ampliação de margens de melanoma e retirada de tumores maiores que necessitam de retalho ou enxerto para fechamento da pele após remoção.

Cauterização de queratoses actínicas

As queratoses actínicas são lesões de pele pré-malignas que devem ser tratadas para evitar a progressão para carcinoma espinocelular. Os tratamentos mais utilizados são cauterização química, eletrocoagulação, curetagem, shaving e criocirurgia. Não é necessário das pontos. Em alguns casos podemos optar pelo tratamento domiciliar das lesões com cremes a base de 5-fluoracil ou imiquimode.