URTICÁRIA

As urticárias são dermatoses frequentes, acometendo de 15 a 20% da população, com, pelo menos, um episódio agudo da doença na vida. São classificadas em agudas (≤seis semanas) ou crônicas (>seis semanas). Podem ser classificadas como induzidas ou espontâneas.


As lesões se caracterizam pelo surgimento de pápulas ou placas edematosas ( lesões semelhantes a vergões) intensamente pruriginosas com duração de algumas horas. As lesões tendem a desaparecer em um local e surgir em outros. Além da pele as mucosas podem ser acometidas, quadro denominado de angioedema, que pode ser isolado ou acompanhar as lesões de pele.


A lesão de urticária é induzida pela degranulação de mastócitos que liberam histaminas.

Em muitos casos não encontramos o fator desencadeante e chamamos a urticária de idiopática.


A urticária pode ser causada por:


  • Medicamentos: aspirina , antiinflamatórios, antibióticos, diuréticos e sedativos.

  • Alimentos: corantes, aditivos , frutos do mar, ovos, peixes, nozes.

  • Inalantes: poléns, inseticidas e cosméticos.

  • Parasitoses intestinais

  • Infecções: causadas por bactérias, fungos e vírus.

  • Doenças internas: doenças reumatológicas, neoplasias e hipertiroidismo.

  • Agentes físicos: calor, frio, luz e pressão.

  • Anomalidades genéticas

Para complementar a investigação solicitamos nos casos de urticária crônica alguns exames de sangue ( hemograma, VHS, PCR, TSH, T4 livre, anticorpos antiteroidianos). Na maioria dos casos controlamos as lesões com uso de antihistamínicos.

Outros medicamentos utilizados são os corticoides sistêmicos por curto período, omalizumabe, montelucaste, sulfassalazina, micofenolato de mofetila, azatioprina, ciclofosfamida e o tacrolimo.


#urticária #coceira #pele #doençasdepele

67 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo